Corinthians diz que protesto ameaçou segurança de ‘verdadeiros torcedores’ e ‘comprometeu toda logística’ da equipe

Corinthians diz que protesto ameaçou segurança de ‘verdadeiros torcedores’ e ‘comprometeu toda logística’ da equipe

O Corinthians condenou o protesto realizado por torcedores na noite de terça-feira, 20, na cidade de Santos, na véspera do clássico contra o Peixe, na Vila Belmiro. Em nota divulgada na manhã desta quarta-feira, o Timão afirmou que repudia “a intimidação promovida por um grupo que se diz torcedor do clube” durante a chegada da delegação na Baixada Santista. Segundo a equipe do Parque São Jorge, os corintianos ameaçaram a segurança dos “verdadeiros torcedores” com a manifestação. Além de soltar rojões, bombas e foguetes, o grupo bateu na lataria do ônibus e ameaçou os atletas e comissão técnica. Assista ao final da matéria. Em meio ao ato de rebeldia, a diretoria decidiu retornar ao CT Dr. Joaquim Grava, na capital paulista. Para o Alvinegro, a mudança de planos “comprometeu toda a logística da equipe, que, de praxe, chega no dia anterior ao local da partida para proporcionar o melhor descanso e alimentação aos jogadores antes de entrarem em campo”. O jogo está marcado para as 20 horas (de Brasília) e será um duelo de times em crise. No 16º lugar, o Corinthians não ganha há três jogos e está perto da zona de rebaixamento do Brasileirão. O Santos, por sua vez, não vence há oito partidas, ocupa a 13ª posição e também convive com protestos das organizadas.

Leia a nota do Corinthians na íntegra:

O Sport Club Corinthians Paulista repudia a intimidação promovida por um grupo que se diz torcedor do clube, durante a chegada da equipe de futebol profissional masculina em Santos, na noite desta terça-feira (20/6), para o jogo de hoje (21/6), às 20h, contra o Santos, na Vila Belmiro.

O ônibus da delegação foi imediatamente cercado por essas pessoas, que soltaram rojões, bombas e foguetes, bateram na lataria do veículo e ameaçaram os atletas e comissão técnica. Prezando a segurança de todos – atletas, comissão assim como dos verdadeiros torcedores corinthianos, incluindo famílias com crianças presentes no local –, após uma hora aguardando para desembarcar com segurança – o que não foi possível –, o clube decidiu retornar ao CT Dr. Joaquim Grava, comprometendo toda a logística da equipe, que, de praxe, chega no dia anterior ao local da partida para proporcionar o melhor descanso e alimentação aos jogadores antes de entrarem em campo.

O Corinthians vai apurar os fatos e as responsabilidades que geraram a insegurança no desembarque da equipe para evitar que cenas lamentáveis como estas se repitam.

A delegação está bem. Os jogadores estão focados e preparados para o clássico de hoje.

Por fim, o clube repudia quaisquer tipos de manifestações agressivas que coloquem em risco a integridade física dos profissionais que representam a instituição. Atitudes como estas não condizem com os valores corinthianos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com