Israel mata dois altos funcionários do Hamas e bombardeia 200 alvos na Faixa de Gaza

IDF (Força de Defesa de Israel) informou nesta terça-feira, 10, que atingiu mais de 200 alvos na faixa de Gaza durante a noite, e capturou e matou dois altos funcionários do Hamas: Yoad Abu Shamala, ministro das Finanças de Gaza, e Zakaria Abu Ma’amr, alto funcionário da mesma organização e chefe do departamento de relações internas, segundo um comunicado. O confronto entre Israel e Hamas chegou a seu quatro com ataques intensos à Faixa de Gaza. Ambos morreram durante os bombardeios aéreos lançados na noite de ontem, indicou a nota. “A partir da sua posição, Abu Shmala geriu o financiamento do terrorismo dentro e fora da Faixa de Gaza. Dirigiu várias operações contra civis israelenses e contra o Estado de Israel”, afirmou a nota militar. Abu Maamar, por sua vez, “participou nas decisões da organização e no planejamento de numerosas atividades terroristas contra o Estado de Israel”, acrescentou.

Desde segunda-feira, 9, Israel intensificou sua campanha de bombardeios aéreos contra toda a Faixa, atingindo especialmente o bairro ao redor da mesquita Al Forqan, na cidade de Khan Younis, no sul da Faixa, segundo um comunicado do Exército israelense que também informou ter encontrado agora no país os corpos de 1.500 integrantes do Hamas, mortos após os ataques do grupo terrorista palestino a Israel no último sábado. A guerra, que acontece desde sábado, 7, já deixou mais de 1.800 mortos, sendo mil em território israelense e cerca de 830 na Faixa de Gaza, segundo o ministério da Saúde em Gaza. “Cerca de 1.500 corpos de combatentes do Hamas foram encontrados em Israel e ao redor da Faixa de Gaza”, declarou o porta-voz militar Richard Hecht.

faixa de gaza

Só nesta terça-feira ocorreram 100 ataques contra esta área, que Israel considera “um centro da organização terrorista Hamas, de onde são lançadas as operações contra Israel”, segundo esta nota. A área também foi bombardeada por navios das Forças Navais de Israel, segundo o mesmo comunicado. A agência Palestina “Sanad” relatou que o fogo da artilharia naval destruiu vários barcos de pesca no porto de Khan Younis. Além disso, Israel realizou bombardeios na zona de Rafah, na fronteira com o Egito, para destruir um túnel usado para contrabandear armas e equipamento para Gaza, acrescentou o comunicado israelense. Desde o início da manhã de hoje, projéteis lançados de Gaza caíram em inúmeras áreas adjacentes à Faixa e foi confirmada a morte de duas pessoas, ambas trabalhadores estrangeiros, na área de Eshkol, em consequência do impacto dos foguetes. Ao meio-dia, os alarmes antiaéreos soaram também no centro de Israel, algo que não acontecia desde a manhã de segunda-feira, indicando a chegada de projéteis à periferia sul de Tel Aviv, embora não tenham sido relatados feridos.

*Com informações da EFE 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com