Entenda como Beyoncé e a turnê ‘Renaissance’ causaram inflação na Suécia

Entenda como Beyoncé e a turnê ‘Renaissance’ causaram inflação na Suécia

A cantora Beyoncé está sendo acusada de ser a responsável pela inflação alta da Suécia. Isso porque, segundo Michael Grahn, economista-chefe do Danske Bank, a decisão da norte-americana de iniciar a turnê mundial ‘Renaissance’ em Estocolmo, no mês passado, fez com que preços de hotéis e restaurantes disparassem – o fãs da artista foram responsáveis por dois terços dos aumentos de preço só no setor de hospitalidade no mês de maio. Dados publicados pela Statistics Sweden na quarta-feira, 14, mostrou que uma média de preço, que exclui os custos de energia e o efeito das mudanças nas taxas de juros, aumentou 8,2% em relação ao ano anterior. Esse número foi mais alto do que a média estimada de 7,8% por uma pesquisa da Bloomberg, assim como os 8,1% que eram esperados pelo Riksbank, o banco central da Suécia, e fez com que a inflação caísse menos do que o esperado em maio. “No geral, os números da inflação de maio foram uma decepção e saíram claramente mais altos do que esperávamos”, disse Torbjorn Isaksson, da Nordea, esperando que o efeito Beyoncé não seja algo permanente e nem recorrente. A estrela norte-americana levou mais de 80 mil pessoas ao longo de duas noites para a Friends Arena de Estocolmo. Os ingressos se esgotaram e mutos fãs escolherem ir para Suécia por causa do poder de compra, já que, devido à moeda sueca estar fraca, os ingressos saíram mais em conta. Grahn disse esperar que esses aumentos surpreendentes sejam revertidos em junho, à medida que os preços de hotéis e passagens voltem ao normal. Essa leitura acontece em um momento em que as pressões de preços estão diminuindo em todo o mundo. Nos EUA, por exemplo, a inflação desacelerou para o seu nível mais baixo desde março de 2021, enquanto os preços para o consumidor na zona do euro subiram menos do que o esperado em maio. Na Suécia, por exemplo, os preços permanecem subindo muito mais rápido do que a meta do banco central, e a fraqueza da moeda sueca complica a situação para o Riksbank, já que seus esforços são prejudicados pelos custos mais altos dos bens importados. A coroa sueca tem estado recentemente a negociar perto dos mínimos históricos face ao euro. Há expectativa que o Riksbank aumentará anunciará um aumento de um quarto de ponto nas taxas de juro em 29 de junho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com