Câmara promove roda de diálogo sobre saúde mental de crianças e adolescentes

Evento acontecerá nesta terça-feira (11)

“O que está acontecendo com as crianças e os adolescentes no Brasil? Impactos psicológicos e estratégias para a promoção da saúde mental”. Esse é o tema da roda de diálogo que acontecerá nesta terça feira,11, das 9h30 às 11h, na Câmara de São Luís.

A realização da roda de diálogo, voltada exclusivamente ao público interno da Casa, é parte das ações a serem realizadas pela Câmara em alusão aos 33 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O evento é promovido pela Diretoria de Comunicação, por meio da equipe de Comunicação Organizacional; setor de Recursos Humanos, por meio da Psicologia; e Departamento Médico de Assistência aos Servidores, por meio da equipe de Serviço Social.

De acordo com o psicólogo Mauro Brandão, servidor da Câmara, a roda de conversa propiciará a discussão de um assunto de grande relevância para os servidores da Casa, uma vez que muitos deles convivem direta ou indiretamente com crianças e adolescentes.

“Mediante os últimos acontecimentos nas escolas de nosso país, urgiu a necessidade de ações integrando o estado, sociedade, escolas e pais, que pudessem dar conta dessa realidade, com intuito de minimizar os danos e evitar que se torne epidêmica. Em paralelo, colou-se em voga o papel das mídias sociais no desenvolvimento dos jovens e como sua saúde mental tem sido afetada por esses dispositivos”, destacou o psicólogo.

Mauro Brandão falou, ainda, sobre o objetivo do evento: “O intuito é, através da psicoeducação, compreender o que tem afetado essa faixa etária, a partir de uma análise ampla do contexto social, assim como discutir estratégias e possibilidades de ação para fomentar a proteção dos direitos e promover a qualidade de vida”, disse.

Participará da roda, como facilitadora, a psicóloga Moara Gamba. Ela é mestre em Psicologia, professora da Universidade Ceuma, coordenadora do projeto de extensão universitária “Grupo reflexivo para homens: criando uma cultura de respeito e paz (parceria da Universidade Ceuma com o Ministério Público Estadual) e, por dez anos, atuou encarregada da Perícia Médica e Psicológica do Centro de Perícias Técnicas para Crianças e Adolescentes – Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com