Talibã ordena a demissão de mulheres que não usam véu em escritórios do governo

governo talibã ordenou, nesta quinta-feira, 10, a demissão de todas as mulheres que forem trabalhar sem véu na administração pública afegã, além de impedir a entrada de visitantes que não cumpram esta regra. A medida foi aprovada em uma reunião entre representantes de diferentes ministérios, como informou o rigoroso Ministério de Propagação da Virtude e Prevenção do Vício, órgão do governo encarregado de fazer cumprir a lei islâmica e as punições. “As mulheres que trabalham na Administração do Emirado – como é chamado o regime talibã – e não usam véu devem ser demitidas, da mesma forma que as mulheres visitantes que não usam véu não poderão visitar os escritórios”, diz a norma. Embora a pasta não forneça detalhes sobre o tipo de véu exigido, em ordens anteriores os fundamentalistas especificaram que o véu deve cobrir as mulheres da cabeça aos pés.

De acordo com a ativista Nahid Noori, “as mulheres e meninas já usam o véu no Afeganistão, e as que trabalharam no governo anterior também usavam o véu, mas agora os talibãs recomendam um estilo próprio de uso do véu”, explicou. O Ministério da Virtude também solicitou que todos os funcionários do governo demonstrem seu “caráter e aparência de acordo com a sharia”, ou lei islâmica. Embora o Talibã já tivesse proibido o trabalho das mulheres na maior parte do país, alguns cargos foram mantidos para elas, principalmente naqueles escritórios dedicados exclusivamente ao atendimento feminino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com