Número de mortos durante operação da Polícia Militar no litoral paulista chega a 16

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, as mortes foram causados por confrontos com as forças de segurança que atuavam contra o tráfico de drogas e o crime organizado na região

Dezesseis suspeitos morreram durante a Operação Escudo, realizada pela Polícia Militar, realizada na Baixada Santista, no litoral de São Paulo. Até terça-feira, 1º, o número confirmado era de 13 pessoas. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo informou nesta quarta-feira, 2, que as mortes foram causados por confrontos com as forças de segurança. O órgão também pontuou que a atuação dos agentes ocorreu ‘em absoluta observância à legislação vigente’. O principal objetivo da ação era sufocar o tráfico de drogas e desarticular o crime organizado na região. As ações na região começaram na última sexta-feira, 28, após o assassinato de um soldado da Rota, grupo de elite da Polícia Militar de São Paulo. As vítimas teriam entrado em confronto com os agentes de segurança durante a operação. Além das mortes, a SSP informou que 58 suspeitos foram presos e que 400 kg de drogas e 18 armas foram apreendidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com