Exclusivo: banqueiros reagiram bem à visão de Haddad sobre queda urgente da Selic

Haddad saiu confiante da reunião com CEOs dos quatro maiores bancos do país; espera-se que Copom reduza Selic em 0,5 ponto

Fernando Haddad saiu satisfeito da reunião na Febraban com os CEOs de Itaú, Bradesco, Santander e BTG. O ministro da Economia expôs sua visão de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central precisa promover uma redução mais consistente da Selic — no mínimo 0,5 ponto percentual. Nenhum dos presentes contestou, o que foi visto por Haddad como sinalização de concordância. Embora Lula venha criticando o BC há meses, só agora foi possível um consenso maior com agentes do mercado sobre a necessidade de corte na taxa básica de juros.

Além de falarem de Selic, a conversa de 1 hora também serviu para trocas de impressões sobre consumo, investimento, produção, emprego e mercado de crédito. Haddad parece confiante em que o Copom levará em conta a sinalização emitida ontem no encontro, que dever ser o primeiro de vários. O ministro, que já se reúne rotineiramente com os presidentes dos bancos públicos (BB, Caixa e BNDES), quer adotar a mesma prática com os CEOs dos maiores bancos privados. Não há ainda uma data para a próxima reunião, mas espera-se que aconteça dentro de dois meses.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com